Quem quer um site com o domínio .london? Eu!

No ano passado, a London & Partners, organização promocional oficial para Londres, com o apoio do prefeito da cidade, garantiu o novo domínio .london, em um acordo com a ICANN, o órgão mundial da internet.

Os nomes de domínio vão à venda em 29 de abril. Sim, a partir desse dia, vamos encontrar endereços na web como http://www.selfridges.london ou http://www.museum.london. Incrível, não?

Londres será uma das primeiras cidades do mundo a lançar seu próprio domínio. De acordo com os meios oficiais, empresas, organizações e indivíduos poderão registrar domínios terminados em. london, com o objetivo de maximizar suas presenças na Internet.

Dot London 3

Nos primeiros três meses, eles darão prioridade aos situados em Londres, como deveria ser. Durante este período, qualquer pessoa com interesse na cidade pode se inscrever para ter um domínio .london. Eles explicam que a atribuição dos nomes vai depender de classificação de prioridade.

A London & Partners divulgou que milhares de empresas manifestaram interesse no endereço. Em fevereiro, uma pesquisa do YouGov com pequenas empresas da cidade descobriu que mais de uma em cada quatro pretendem se registrar para um endereço .london.

As políticas para ser elegível para um domínio .london são:

• Que nomes de domínio podem ser registrados

• Os termos e condições que usuários do domínio devem respeitar

• Regras para uso aceitável – as políticas e procedimentos de reclamação

• Privacidade e proteção de dados

Fico me perguntando… Será que “amar Londres tanto que dói” é uma razão forte o suficiente para conseguir um domínio?

Fico aqui, sonhando com http://www.LillyLoves.London!

 

Número de Londres

De acordo com a London & Partners, a cidade é residência para:

• 800 mil empresas, de marcas globais a os serviços locais

• mais de 8 milhões de habitantes

• 4,2 milhões de trabalhadores

• 50 mil organizações comunitárias e voluntárias

 

Dia D para Lojas de Discos de Londres

E o dia é 25 de novembro, a próxima segunda-feira.

O que acontece? A Rough Trade, “a icônica loja de música de Londres que deu origem à [gravadora] Rough Trade Records e serviu de berço para a música pós-punk no final de 1970” (segundo a Billboard), está abrindo uma loja enorme, com 1.393 m2 em Nova York. Sim, mais de 1 mil m2! É assombroso, três vezes maior do que a maior loja deles em Londres.

RTW_SHOP

Fachada da Rough Trade West / Imagem capturada do site da Rough Trade

Por outro lado, esse é o último dia para fazer uma oferta para a compra da loja On The Beat Records no eBay. Tim Derbyshire abriu suas portas em 1979 na região central da cidade, em uma travessa da Oxford Street, e agora colocou todo o negócio à venda, inclusive os vinis. O preço é 300 mil libras, caso você esteja interessado e tenha um trocado no bolso. Ela recebeu 46 ofertas enquanto escrevo estas linhas.

Então, o que é que há com os donos de lojas de discos? Por que estão seguindo caminhos tão opostos?

A Rough Trade diz que, entre 2007 e 2012, as vendas de discos aumentaram 88% na Grã-Bretanha e que o vinil é mais popular na América também, com as vendas indo de US$ 23 milhões para US$ 163 milhões no mesmo período. Eles estão extremamente entusiasmados em levar sua marca para o exterior.

Derbyshire diz que sua loja, um lugar onde você encontra da psicodelia dos anos 60 ao grunge dos 90, precisa de sangue novo, alguém mais jovem para levá-la, e não particularmente preocupado com lucro. Sua descrição no eBay deixa explícito: “Se você está na fase da vida em que não precisa se preocupar em ganhar dinheiro, mas pode viver a vida boêmia, conhecer pessoas interessantes todos os dias e ocasionalmente uma estrela do pop ou rock, aqui está a seu chance de assumir a loja mais antiga de discos no centro da Swinging London”.

$T2eC16JHJF0FFZ317BzNBSb!YlNFNQ~~60_12

Fachada da On The Beat Records / Imagem capturada da página no eBay

Trata-se de estratégia de marketing? Administração? Ser ativo na internet? Será que Derbyshire é low profile demais? Ou a Rough Trade é muito confiante?

Vamos ver o que virá a seguir… Enquanto isso, se você é fã de discos como eu, não perca o próximo RECORD STORE DAY! É na sexta que vem! Compre uma agulha nova para sua vitrola e coloque o disco pra tocar!

(Caso interesse, a versão do texto em inglês traz links para outras músicas.)