Les Enfants Terribles fantastic pics / As fantásticas fotos de Les Enfants Terribles

Some days ago, Nika Garrett, a London guide (check out her website!), shared on Twitter some pictures published on the Les Enfants Terribles website.

They show London – specially Soho – mainly in the 60s and 70s, and they are amazing!

  • Elas mostram Londres – especialmente o bairro do Soho – principalmente nos anos 60 e 70, e são incríveis!

I haven’t found out who is behind this lovely page. Anyway, it is worthy visiting it – I’ve been doing it a lot.

  • Não sei quem está por trás dessa adorável página. De qualquer forma, vale a pena visitá-la – tenho visitado bastante.

I’m publishing some of its pictures here – they are all taken from Les Enfant Terribles website. Enjoy it!

  • Publico aqui algumas de suas fotos – foram todas tiradas do site Les Enfant Terribles. Divirta-se!
22nd February 1926:  Old Compton Street in London's Soho.  (Photo by Topical Press Agency/Getty Images)

22nd February 1926: Old Compton Street in London’s Soho (Photo by Topical Press Agency/Getty Images)

A view down Dean Street, Soho, London, August 1955. (Photo by BIPS/Hulton Archive/Getty Images)

A view down Dean Street, Soho, London, August 1955 (Photo by BIPS/Hulton Archive/Getty Images)

1956 jiving in soho square

1956 Jiving in Soho Square

1960's Carnaby Street

1960’s Carnaby Street

1973 Tottenham Court Road

1973 Tottenham Court Road

Flamingo

Flamingo

Advertisements

London from the rooftops / Londres dos telhados

London from the Rooftops is an eight-year-old project by James Burns.

  • Londres dos Telhados é um projeto de oito anos de James Burns.

To document photos from London’s rooftops, he has spent a lot of time gaining access to some of its tallest office blocks and construction sites to get a view of the city that only a small few have seen.

  • Para documentar as fotos dos telhados de Londres, ele gasta tempo negociando acesso a alguns dos mais altos prédios comerciais e em construção para obter uma vista da cidade que poucos já viram.

Check out this selection published by the London Live TV channel. How not to love London?

  • Veja essa seleção publicada pelo canal de TV London Live. Como não amar Londres?

Gallery

London Instagramers / Os Instagramers de Londres

@london Instagram / O Instagram da conta @london

@london Instagram / O Instagram da conta @london

 

In case you are not familiar with it, Instagram is a photography app that allows you to share your pics with friends and family, if your profile is locked, or with the world as a whole.

  • Caso você não esteja familiarizado, o Instagram é um aplicativo de fotografia que permite que você compartilhe suas fotos com amigos e familiares, se seu perfil for bloqueado, ou com o mundo inteiro.

 

You have to get an account to follow people using your smartphone, but you don’t need to have it if you just want to check profiles on browsers.

  • Você tem que ter uma conta para seguir as pessoas usando o seu smartphone, mas não precisa ter se quiser apenas verificar os perfis em navegadores da Internet.

 

I’ve decided to list my favourite London instragramers. These people make me happy on a daily basis, offering diverse images of my beloved city – sometimes colorful scenes, sometimes dark ones; basic and ordinary landscapes or very unknown places and people, it doesn’t matter.

  • Decidi listar meus instragramers favoritos de Londres. Essas pessoas me fazem feliz todos os dias, oferecendo diversas imagens da minha amada cidade – às vezes cenas coloridas, às vezes, escuras; paisagens básicas e comuns, ou lugares e pessoas desconhecidos, não importa.

 

@icreatelife_ Instagram / Página do perfil @icreatelife_

@icreatelife_ Instagram / Página do perfil @icreatelife_

 

The good thing is they deliver London for me in their very special, peculiar and personal ways, and I highly appreciate it! No special preferences here – they are listed following the alphabetical order!

  • O bom é que eles me entregam Londres em suas formas peculiares, pessoais e muito especiais, e eu agradeço muito por isso! Não há preferências aqui – eles são listados por ordem alfabética!

 

Oh – London has its own official Instagramers group, and you can know more about it at http://instagram.com/igerslondon.

 

@mattscutt account / Perfil de @mattscutt

@mattscutt account / Perfil de @mattscutt

 

My list:

  • Minha lista:

 

http://instagram.com/_london_i

http://instagram.com/alanisko

http://instagram.com/anagasston

http://instagram.com/ash

http://instagram.com/byteriagain

http://instagram.com/chelseadebs

http://instagram.com/ecolephoto

http://instagram.com/eurokeith

http://instagram.com/fiireman

http://instagram.com/gcooler

http://instagram.com/hmp23london

http://instagram.com/icreatelife_

http://instagram.com/intereverything

http://instagram.com/jacob

http://instagram.com/jeera

http://instagram.com/london

http://instagram.com/londonbird

http://instagram.com/madedigital

http://instagram.com/mattscutt

http://instagram.com/mevallieres

http://instagram.com/micia973

http://instagram.com/miss_lucifer_

http://instagram.com/MPSASU

http://instagram.com/mrwhisper

http://instagram.com/nickyrlondon

http://instagram.com/robinldn

http://instagram.com/rugfoot

http://instagram.com/samlucasmore

http://instagram.com/thelondonheli

http://instagram.com/thepastamaster

http://instagram.com/thiscitylifeldn

http://instagram.com/tschang

 

História viva nas ruas de Londres

Previsivelmente, há milhares de aplicativos sobre Londres – se você quer indicações confiáveis, veja o artigo ‘Top 10 Free London Apps’ do Visit London, o guia turístico oficial da cidade.

Porém, poucos são tão incríveis e encantadores quanto o aplicativo do Museu de Londres, chamado Streetmuseum e disponível no Google Play e no iTunes.

Primeiro, vamos deixar as coisas claras: estou falando do Museu de Londres, que não é o Museu Britânico. Como já vi londrinos fazendo confusão entre os dois, achei que seria legal especificar. O de Londres conta a história de – adivinhe? – Londres (uau!), e fica perto da estação de metrô de St. Paul’s.

O aplicativo traz uma perspectiva única da antiga e nova Londres, desde o Grande Incêndio de 1666 ao movimento swinging dos anos 60.

Há dois modos de usá-lo: se você selecionar um destino do mapa, uma imagem histórica do local aparece na tela, com informações da data.

map

Você não tem que estar em Londres para usar. As fotos são magníficas!

information 2

Estando em Londres, você pode usar o modo de realidade aumentada do app, que identifica sua localização e sobrepõe a imagem histórica sobre a imagem atual da câmera. Apenas aponte sua câmera para a rua e veja o mesmo local no passado. Ao tocar no botão de informação, os fatos aparecem. É de cair o queixo!

carnaby st

O Streetmuseum não é novo; ele foi atualizado com mais de cem novos locais e imagens desde 1868. Os locais também foram expandidos para bairros mais distantes, como Richmond, Brent Cross e Ealing.

Para promovê-lo, o museu lançou imagens históricas de Londres justapostas a como elas estão hoje. É mágico ver como uma cidade pode mudar tanto e tão pouco!

Bow Lane, fim da dédaca de 1930. Foto de George Davison Reid

Bow Lane, fim da dédaca de 1930. Foto de George Davison Reid

 

Tower Bridge, na década de 1930. Foto de  George Davison Reid

Tower Bridge, na década de 1930. Foto de George Davison Reid

 

Covent Garden, na década de 1930. Foto de George Davison Reid

 

A foto de Wolfgang Suschitzky em Piccadilly Circus foi feita em 2 de junho de 1953, data da Coroação de Elizabeth II

A foto de Wolfgang Suschitzky em Piccadilly Circus foi feita em 2 de junho de 1953, data da Coroação de Elizabeth II

De lá de cima

É muito fácil tirar fotos incríveis de Londres. A cidade por si só faz o trabalho principal: seus prédios são lindos, sua iluminação é charmosa, seu povo é dinâmico, louco, diferente ou gente bastante simples, apenas tentando levar uma vida normal em uma cidade surpreendente.

Por isso, quando alguém faz algo de um modo diferente, temos realmente que dar uma olhada. É por isso que a iniciativa de Przemek Wajerowicz é muito válida: ele decidiu tirar fotos do segundo andar de todos os ônibus de Londres. Começou em 2005, quando chegou à cidade, e andou em 162 rotas até agora. Uma seleção de 16 fotos acaba de se tornar o livro de cartões postais From the Upper Deck.

A quarta capa do livro From the Upper Deck

A quarta capa do livro From the Upper Deck

No início, era apenas um hobby para matar o tempo que ele perdia preso no trânsito. Depois, ele percebeu que a vista desse lugar dava a chance de capturar cenas da vida comum (ou nem tanto) das pessoas da cidade. Ele deu início a um blog, onde as imagens são publicadas frequentemente e todos podem seguir seu projeto. Todas as fotos são tiradas com uma lente fixa de 50 mm.

O livro tem uma tiragem limitada de 500 cópias, pode ser comprado online e é entregue em centenas de países.

Esse projeto me lembrou de dois outros blogs. Um se chama A Bus Stop, de Amanda Jones, que tira fotos, da sua janela, de um ponto de ônibus em Bethnal Green. Em suas próprias palavras, é “o que vejo enquanto tomo café da manhã. Quase todos os dias”. O outro é London Buses: One Bus at a Time, de Linda, Mary e Jo, que decidiram andar em todas as rotas de ônibus de Londres do começo ao fim. Por quê? “Pergunte a qualquer um que tenha explicado por que escalou o Everest”, elas argumentam. Bem pensado.

Moral da história é que ônibus e fotografias realmente combinam em Londres!

Instagram da Vida Real

Imagens capturadas do Tumblr
de Bruno Ribeiro

tumblr_mrixsk963i1scyw7so1_500Por partes: para quem não usa, Instagram é um aplicativo para celular que permite a publicação de fotos com uso de filtros diversos. Sabe aquela foto charmosa com cara de envelhecida que você vê de vez em quando por aí? Então, é isso.

O brasileiro Bruno Ribeiro, que vive em Londres, teve uma ideia interessante para oferecer no mundo offline a experiência que o Instagram oferece no online: criou filtros usando papel celofane emoldurado por cartolina e os tem pendurado em pontos estratégicos da cidade.

A ideia é que a pessoa olhe para determinada paisagem usando o filtro e tenh a experiência de imagem que o Instagram oferece.

Quem tem o aplicativo, é convidado a postar uma foto utilizando a hashtag #reallifeinstagram. A invenção simples e criativa já rendeu a Bruno reportagens em diversos veículos da cidade.

Ele posta todas as inserções em seu blog e, claro, ele está no Instagram.

tumblr_mvpgvmfX9k1scyw7so2_r1_500