Como fazer de Londres o melhor lugar para crescer

Algumas semanas atrás, escrevi sobre a plataforma Changing London (ou ‘Mudando Londres’): dois londrinos, David Robinson e Will Horwitz, criaram um site para apresentar, debater e desenvolver ideias ousadas e ambiciosas de cidadãos e amigos para o próximo prefeito de Londres.

Durante o inverno europeu de 2013/14, quase 150 posts foram submetidos com ideias para a cidade. Agora, eles começaram a reuni-las em uma série de seis documentos de reflexão.

O objetivo é lançar um documento por mês, a fim de informar e influenciar o debate sobre a prefeitura e ajudar a levantar as ambições do próximo prefeito.

O primeiro documento é “O melhor lugar do mundo para crescer”, e você pode baixá-lo aqui. Eles explicam:

Este documento baseia-se nas ideias (…) para propor uma visão possível para o próximo prefeito de Londres: uma cidade re-orientada para nossas crianças, garantindo à próxima geração um conjunto de direitos para que possam nos obrigar a prestar contas. Um ótimo lugar para crescer. As ideias são – esperamos – instigantes e, em alguns casos, radicais, mas são provisórias e há muito mais a ser dito”.

Crianças em Lambeth, Londres. Foto: Lewis Clarke - http://www.geograph.org.uk/profile/11775

Crianças em Lambeth, Londres. Foto: Lewis Clarke – http://www.geograph.org.uk/profile/11775

Resumindo: e se o prefeito, os negócios, serviços públicos, instituições de caridade e cidadãos estivessem determinados a fazer de Londres o melhor lugar na Terra para criar uma criança? Faz parte do conteúdo: uma comunidade divertida e amigável, o primeiro passo para uma carreira, um rendimento digno e um bom lar e o direito de ser ouvido.

Por que se importar? Bem, eles esperam que os políticos usem essas ideias – você pode contribuir. Afinal, o prefeito de Londres tem o maior mandato eleito diretamente do Reino Unido. Eleitores devem apoiar candidatos com uma visão e um programa que combinem com a escala da oportunidade; que seja justo, possível de entregar e fortemente ambicioso. Que assim seja!

Estudantes visitam a Trafalgar Square. Foto: David Holt - https://www.flickr.com/photos/zongo/

Estudantes visitam a Trafalgar Square. Foto: David Holt – https://www.flickr.com/photos/zongo/

Advertisements

Be the change you want to see in the world

“Be the change you want to see in the world” is a sentence credited to Mahatma Gandhi (1869-1948), and it came to my mind as soon as I read about the Changing London campaign.

David Robinson, a community worker and a father of three, and Will Horwitz, a policy researcher for a community charity, both living in east London, opened up the blog with a real fair and objective goal: bring ideas that could shape London for decades to come.

They claim the London mayor has the UK’s largest directly elected mandate (four years), and if politicians don’t pick ideas discussed on the blog, they will persuade them to.

All Londoners are extremely much invited to join in. And, yes, you can disagree, according to their own words: “Disagree with our suggestions by all means but don’t sit still. Having the debate and sparking new thinking is the purpose of the project”.

To contribute, one can send ideas in short sentences through the blog, write a full post on it, comment other people’s posts, communicate via Twitter or collect ideas in the real world. In this case, they explain the conversation must take place on streets and in communities, bringing the online discussion to the off-line world, something truly praiseworthy.

Briefly scanning through the blog, it is possible to find suggestions as public transport tickets to be timed, “so we can switch modes of transport within that time without spending more”, or cancer awareness to be improved, since “it is not taught in education, and this is a worrying issue”.

As the ideas started to emerge, they created some themes:

  • Becoming the world’s premier city for children
  • Becoming the world’s friendliest city
  • A fairer London – tackling inequality and poverty
  • Better Housing – solving London’s housing crisis
  • Beginning a new kind of politics
  • Learning from other cities

That’s an admirable effort! And it should be followed by many other cities around the world. What about a ‘Changing New York’, ‘Changing Tokyo’ or ‘Changing Sao Paulo’ campaign?

Check out pictures on their Flickr page!

 

London mayoral election

The mayor role was created in 2000, when the first election took place, and Kevin Livingstone was elected. Four years later, he was chosen again.

In 2008, it was Boris Johnson’s turn to become the mayor, and he repeated the feat in 2012. His current salary is £143,911 per year.

The next election will take place on May 5, 2016.

 

Seja a mudança que você quer ver no mundo

“Seja a mudança que você quer ver no mundo” é uma frase creditada a Mahatma Gandhi (1869-1948) e veio à minha cabeça assim que li sobre a campanha Changing London (Transformando Londres).

David Robinson, um agente comunitário e pai de três filhos, e Will Horwitz, um pesquisador de política para uma instituição de caridade da comunidade, ambos vivendo na zona leste da cidade, abriram o blog com um objetivo muito justo e focado: levantar ideias que possam moldar Londres nas próximas décadas.

Eles afirmam que o prefeito de Londres tem o maior mandato eleito diretamente do Reino Unido (quatro anos), e se os políticos não usarem ideias discutidas no blog, eles vão persuadi-los a fazê-lo.

Todos os londrinos são convidados a participar. E, sim, você pode discordar, de acordo com as palavras deles: “Por favor, discorde de nossas sugestões, mas não fique parado. Ter o debate e provocar novos pensamentos é o objetivo do projeto”.

Para contribuir, é possível enviar ideias em frases curtas através do blog, escrever um post completo nele, comentar os posts de outras pessoas, comunicar-se via Twitter ou coletar ideias no mundo real. Neste caso, eles defendem que a conversa deve ocorrer nas ruas e nas comunidades, trazendo a discussão on-line para o mundo off-line, algo realmente louvável.

Lendo rapidamente o blog, é possível encontrar sugestões como bilhetes de transporte público pagos por tempo, “para que possamos mudar o meio de transporte dentro desse tempo sem gastar mais”, ou melhorar a consciência sobre o câncer, uma vez que “isso não é ensinado nas escolas e esta é uma questão preocupante”.

Conforme as ideias começaram a surgir, eles criaram alguns temas:

  • Tornar-se a melhor cidade do mundo para as crianças
  • Tornar-se da cidade mais amigável do mundo
  • Uma Londres mais justa – o combate às desigualdades e à pobreza
  • Melhor Habitação – resolver a crise de habitação em Londres
  • Começar um novo tipo de política
  • Aprender com outras cidades

É um esforço admirável! E pode ser seguido por muitas outras cidades ao redor do mundo. Que tal uma campanha ‘Changing Nova York’, ‘Changing Tókio’ ou ‘Changing São Paulo’?

Confira fotos na página deles do Flickr!

 

Eleições para prefeito de Londres

O papel de prefeito foi criado em 2000, quando houve a primeira eleição e Kevin Livingstone foi eleito. Quatro anos depois, ele foi escolhido novamente.

Em 2008, foi a vez de Boris Johnson se tornar prefeito, e ele repetiu o feito em 2012. Seu salário atual é de £ 143 mil (cerca de R$ 564 mil) por ano.

A próxima eleição será realizada em 5 de maio de 2016.