Gallery

London Instagramers / Os Instagramers de Londres

@london Instagram / O Instagram da conta @london

@london Instagram / O Instagram da conta @london

 

In case you are not familiar with it, Instagram is a photography app that allows you to share your pics with friends and family, if your profile is locked, or with the world as a whole.

  • Caso você não esteja familiarizado, o Instagram é um aplicativo de fotografia que permite que você compartilhe suas fotos com amigos e familiares, se seu perfil for bloqueado, ou com o mundo inteiro.

 

You have to get an account to follow people using your smartphone, but you don’t need to have it if you just want to check profiles on browsers.

  • Você tem que ter uma conta para seguir as pessoas usando o seu smartphone, mas não precisa ter se quiser apenas verificar os perfis em navegadores da Internet.

 

I’ve decided to list my favourite London instragramers. These people make me happy on a daily basis, offering diverse images of my beloved city – sometimes colorful scenes, sometimes dark ones; basic and ordinary landscapes or very unknown places and people, it doesn’t matter.

  • Decidi listar meus instragramers favoritos de Londres. Essas pessoas me fazem feliz todos os dias, oferecendo diversas imagens da minha amada cidade – às vezes cenas coloridas, às vezes, escuras; paisagens básicas e comuns, ou lugares e pessoas desconhecidos, não importa.

 

@icreatelife_ Instagram / Página do perfil @icreatelife_

@icreatelife_ Instagram / Página do perfil @icreatelife_

 

The good thing is they deliver London for me in their very special, peculiar and personal ways, and I highly appreciate it! No special preferences here – they are listed following the alphabetical order!

  • O bom é que eles me entregam Londres em suas formas peculiares, pessoais e muito especiais, e eu agradeço muito por isso! Não há preferências aqui – eles são listados por ordem alfabética!

 

Oh – London has its own official Instagramers group, and you can know more about it at http://instagram.com/igerslondon.

 

@mattscutt account / Perfil de @mattscutt

@mattscutt account / Perfil de @mattscutt

 

My list:

  • Minha lista:

 

http://instagram.com/_london_i

http://instagram.com/alanisko

http://instagram.com/anagasston

http://instagram.com/ash

http://instagram.com/byteriagain

http://instagram.com/chelseadebs

http://instagram.com/ecolephoto

http://instagram.com/eurokeith

http://instagram.com/fiireman

http://instagram.com/gcooler

http://instagram.com/hmp23london

http://instagram.com/icreatelife_

http://instagram.com/intereverything

http://instagram.com/jacob

http://instagram.com/jeera

http://instagram.com/london

http://instagram.com/londonbird

http://instagram.com/madedigital

http://instagram.com/mattscutt

http://instagram.com/mevallieres

http://instagram.com/micia973

http://instagram.com/miss_lucifer_

http://instagram.com/MPSASU

http://instagram.com/mrwhisper

http://instagram.com/nickyrlondon

http://instagram.com/robinldn

http://instagram.com/rugfoot

http://instagram.com/samlucasmore

http://instagram.com/thelondonheli

http://instagram.com/thepastamaster

http://instagram.com/thiscitylifeldn

http://instagram.com/tschang

 

A whole day for music

Next Saturday, London is holding the Music Day, a day of free public events to celebrate the universal language of music.

music 2 logo

Originated in France, in 1982, it takes place yearly on the 21st of June – the mid-summer solstice. Last year, it was celebrated in 108 countries and 726 cities around the world.

The idea is to take music onto the streets – parks, street corners, cafe terraces, rooftops, underpasses and playgrounds, although some gigs happen in venues.

A performance in previous year

A performance in previous year

The UK started participating in 2013, with 20 events from Belfast to Jersey. Since this year the date falls on a Saturday, the organisers’ expectation is to gather many more performances and people.

Everyone is invited to take part – you can perform, organise, lend equipment and support it. In case you want to join in, but you are not sure how, they offer an attractive inspiration page.

Check up the event listings: performances occur in several towns and are divided into 24 music styles. That is music for all tastes!

A performance in previous year

A performance in previous year

Um dia inteiro para a música

No próximo sábado, Londres vai sediar o Music Day, um dia de eventos públicos gratuitos para celebrar a linguagem universal da música.

music 3

Originado na França, em 1982, ele acontece anualmente no dia 21 de junho – no solstício do meio do verão europeu. No ano passado, o dia foi comemorado em 108 países e 726 cidades ao redor do mundo.

A ideia é levar a música para as ruas – parques, esquinas, terraços de cafés, telhados, travessias subterrâneas e playgrounds, apesar de alguns shows acontecerem em locais fechados.

Apresentação na festa do ano passado

Uma das apresentações no ano passado

O Reino Unido começou a participar em 2013, com 20 eventos de Belfast a Jersey. Como neste ano a data cai em um sábado, a expectativa dos organizadores é reunir muitos mais shows e pessoas.

Todos estão convidados a participar – você pode tocar/cantar, organizar, emprestar equipamentos e apoiar o dia. No caso de querer participar, mas não saber como, eles oferecem uma ótima página de inspiração.

Verifique a lista de eventos: performances ocorrem em várias cidades e são divididas em 24 estilos musicais. É música para todos os gostos!

music previous years 2

Uma das apresentações no ano passado

 

Dynamic art all over town

If you have a crush on street art, London is definitely a place to be – or, at least, to check out when being around.

But street art is alive, dynamic, and it may disappear faster than you have the time to know it first appeared. So, tracking information on the internet may be an excellent way to support and visit the best art in town.

The Hookedblog is an important source of updated information about it: which artists have been in town, what contributions they have done to the art scene of London, and the website explores details on artists’ styles, colours and effects.

Artist: Rone Photo: Mark Rigney Published at Hookedblog.co.uk

Artist: Rone
Photo: Mark Rigney
Published at Hookedblog.co.uk

 

It is all about UK street art, or, in their own words: “ephemeral art, graffiti, stencils, zines, tags, screen printing, illustration and everything and anything in between!” They’ve been online since 2005 and are an excellent source for those who want to appreciate street art and also learn more about it.

On Instagram, I’ve been following @londongraffiti. They publish pictures of recent art around the town, identifying who the artist is – many do not live in London – and explaining traces and features found on the drawings. Once again, there is much to be learnt from them.

Picture from the londongraffiti Instagram: "Aerial shot (from a bench) of @dankitchener , Dale G working the front of the car and @its_artista the side"

Picture from the londongraffiti Instagram: “Aerial shot (from a bench) of @dankitchener , Dale G working the front of the car and @its_artista the side”

Since it is all about pictures, also on Instagram I’ve enjoyed @artpiedotcodotuk, on modern and street art in London and around. When researching to write this post, I found out their amazing website. They make reviews on art shows and update a very intense blog. I particularly love this Banksys Now Wears Shoes entry.

Artist:  Dan Kitchener‘s (aka DANK)  Photo: Pierrick Senelaer Published at http://www.artpie.co.uk/

Artist: Dan Kitchener‘s (aka DANK)
Photo: Pierrick Senelaer
Published at http://www.artpie.co.uk/

The Walls Project is an effort by the Global Street Art to paint the world, starting with London. They arrange new walls for street art and spread the word (and pictures!) about it. In March, they were approaching their 500th street art mural. Another great group to follow in order to get updated information.

Artist: Alicé Published at: http://www.globalstreetart.com/

Artist: Alicé
Published at: http://www.globalstreetart.com/

That is far from being everything on London street art, of course, but these are my main references by now. I keep an eye on those to know what is going on in street art in London. Have you got any artists or websites to recommend? Have you spotted anything brand new out there?

Arte dinâmica em toda a cidade

Se você tem uma queda por arte de rua, Londres é definitivamente um lugar para se estar – ou, pelo menos, para conferir quando estiver por perto.

Mas a arte de rua é viva, dinâmica, e pode desaparecer mais rápido do que você tenha tempo para saber que ela apareceu pela primeira vez. Assim, rastrear informação na internet pode ser uma excelente forma de apoiar e visitar o melhor da arte na cidade.

O Hookedblog é uma importante fonte de informações atualizadas sobre o assunto: quais artistas passaram pela cidade, que contribuições fizeram para a cena de arte de Londres, e o site explora detalhes sobre estilos dos artistas, cores e efeitos.

Artista: SHOK-1 Foto: Mark Rigney Publicado no Hookedblog.co.uk

Artista: SHOK-1
Foto: Mark Rigney
Publicado no Hookedblog.co.uk

É tudo sobre a arte de rua do Reino Unido, ou, nas próprias palavras deles: “arte efêmera, grafite, estêncil, zines, etiquetas, serigrafia, ilustração e tudo e qualquer coisa entre isso!”. Eles estão online desde 2005 e são uma excelente fonte para aqueles que querem apreciar a arte de rua e também aprender mais sobre o assunto.

No Instagram, tenho acompanhado o @londongraffiti. Eles publicam imagens de arte recentes na cidade, identificando quem é o artista – muitos não vivem em Londres – e explicando traços e características encontradas nos desenhos. Mais uma vez, há muito a ser aprendido com eles.

 

O artista é Gomez, da Itália, segundo o @londongraffiti no Instagram, de onde a foto foi retirada

O artista é Gomez, da Itália, segundo o @londongraffiti no Instagram, de onde a foto foi retirada

Já que é tudo sobre imagens, também no Instagram eu gostei do @artpiedotcodotuk, sobre arte moderna e de rua em Londres e ao redor. Ao pesquisar para escrever este post, descobri o incrível site deles. Eles escrevem críticas sobre mostras de arte e atualizam um blog muito intenso. Particularmente, adoro o post Banksys Now Wears Shoes.

Imagem publicada no site http://www.artpie.co.uk/, sem referência ao autor da arte

Imagem publicada no site http://www.artpie.co.uk/, feita por DM Toyz

O Walls Project é um esforço da Global Street Art para pintar o mundo, começando por Londres. Eles arrumam novos muros para a arte de rua e divulgam a notícia (e fotos!) sobre isso. Em março, estavam se aproximando de seu 500º mural de arte de rua. Outro grande grupo para seguir a fim de obter informações atualizadas.

Artista: Amara Publicado no site http://www.globalstreetart.com/

Artista: Amara
Publicado no site http://www.globalstreetart.com/

Isso está longe de ser tudo sobre a arte de rua em Londres, é claro, mas estas são as minhas principais referências no momento. Fico de olho nesses links para saber o que está acontecendo na arte de rua em Londres. Você tem algum artista ou sites para recomendar? Tem visto algo novo por aí?

The greatness of minimalism

The art of minimalism is great! It asks for attention to details, patience and care. For me, when it is associated to London, it becomes even more amazing, and there are many works worth to know and follow.

Roy Tyson has a project called Roy’s People – Explore the world of the little people! He creates images and installations using miniature figures to spread his vision of the world – sometimes, a very critical view, encouraging or provoking the audience.

'Anything's possible', a Roy's People installation

‘Anything’s possible’, a Roy’s People installation

His first installation, Mandibularis beetle, showed a family walking their pet, a beetle, on the beach: “The idea was based on the control the human race has over any other animal,” he explains on his website.

'The Family', Roy's first work

‘The Family’, Roy’s first work

He challenges people by creating intriguing, humorous, provoking and fun images, and he hopes he will encourage all ages to take an interest in art.

His most popular project is called Homeless – he leaves miniature figures around the streets of London for people to find and keep them. Each figure comes with a signed tag explaining what it is about and what to do next.

'The Grate Tower', by Roy

‘The Grate Tower’, by Roy

Roy has just finished an exhibition at the Curious Duke Gallery and The Other Art Fair, both in London. In July and August, he will be back at the Curious Duck Gallery, for a summer show. On his website, it is possible to buy prints of his work.

Steve Wheen runs the amazing The Porthole Gardener – A Guerrilla Gardening blog. He seeks to create unexpected moments of happiness, by developing marvelous and highly detailed gardens in holes on the streets.

One of The Pothole Gardener's work, with Tower Bridge and The  Shard in the background

One of The Pothole Gardener’s work, with Tower Bridge and The Shard in the background

“My little gardens are a respite from the greyness of London,” he says on his website. He looks for holes on the footpaths and tries to inspire people’s imagination.

The gardener's latest installation, published on his blog in March

The gardener’s latest installation, published on his blog in March

His project started as part of his Masters in Design and generated his first book, The Little Book of Little Gardens, published by Dokument Press late in 2012.

Cover of the book, published in 2012, born from his work posted on the blog

Cover of the book, published in 2012, born from his work posted on the blog

 

A grandiosidade do minimalismo

A arte do minimalismo é demais! Exige atenção a detalhes, paciência e cuidado. Para mim, quando é associada a Londres, se torna ainda mais incrível, e há muitos trabalhos para se conhecer e seguir.

Roy Tyson tem um projeto chamado Roy’s People – Explore the world of the little people! (O Povo de Roy – Explore o mundo das pequenas pessoas). Ele cria imagens e instalações utilizando figures em miniatura para divulgar sua visão do mundo – às vezes, uma visão muito crítica, encorajando e provocando sua plateia.

'The Grate Tower', obra de Roy ('grate', 'ralador', fazendo um trocadilho com 'great', 'grande')

‘The Grate Tower’, obra de Roy (‘grate’, ‘ralador’, fazendo um trocadilho com ‘great’, ‘grande’)

Sua primeira instalação, Mandibularis beatle, mostrou uma família levando seu animal de estimação, um besouro, para passear na praia: “A ideia foi baseada no controle que a raça humana tem sobre qualquer outro animal”, ele explica em seu site.

'The Family', a primeira instalação de Roy

‘The Family’, a primeira instalação de Roy

Ele desafia as pessoas ao criar imagens intrigantes, humoradas, provocativas e divertidas e espera incentivar todas as idades a se interessar por arte.

Seu projeto mais popular é chamado Homeless (Sem-teto) – ele deixa figuras em miniature nas ruas de Londres para que as pessoas as encontrem e fiquem com elas. Cada figura vem com uma etiqueta assinada, explicando do que se trata e o que fazer em seguida.

'Anything's possible': a crítica de Roy ao afirmar que nada é possível

‘Anything’s possible’: a crítica de Roy ao afirmar que nada é possível

Roy terminou há pouco uma mostra na Galeria Curious Duke e na Feira The Other Art, ambas em Londres. Em julho e agosto, voltará à Galeria Curious Duck, para uma exibição de verão. Em seu site, é possível comprar imagens de seu trabalho.

Steve Wheen faz o incrível blog The Pothole Gardener – A Guerrilla Gardening blog (O Jardineiro de Buracos – Um blog de Guerrilha da Jardinagem). Ele procura criar momentos de felicidade inesperados, ao desenvolver jardins maravilhosos e muito detalhados em buracos nas ruas.

Um dos jardins do Pothole Gardener, tendo a Tower Bridge e o Shard ao fundo

Um dos jardins do Pothole Gardener, tendo a Tower Bridge e o Shard ao fundo

“Meus pequenos jardins são uma pausa ao cinza de Londres”, diz em seu site. Ele procura por buracos nas calçadas e tenta inspirar a imaginação das pessoas.

Capa do livro, lançado em 2012, a partir do trabalho publicado no site

Capa do livro, lançado em 2012, a partir do trabalho publicado no blog

Seu projeto começou como parte de seu Mestrado em Design e já deu origem a um livro, The Little Book of Little Gardens, publicado pela Dokument Press em 2012.

O mais recente trabalho do gardener, publicado em março em seu blog

O mais recente trabalho do gardener, publicado em março em seu blog