A grandiosidade do minimalismo

A arte do minimalismo é demais! Exige atenção a detalhes, paciência e cuidado. Para mim, quando é associada a Londres, se torna ainda mais incrível, e há muitos trabalhos para se conhecer e seguir.

Roy Tyson tem um projeto chamado Roy’s People – Explore the world of the little people! (O Povo de Roy – Explore o mundo das pequenas pessoas). Ele cria imagens e instalações utilizando figures em miniatura para divulgar sua visão do mundo – às vezes, uma visão muito crítica, encorajando e provocando sua plateia.

'The Grate Tower', obra de Roy ('grate', 'ralador', fazendo um trocadilho com 'great', 'grande')

‘The Grate Tower’, obra de Roy (‘grate’, ‘ralador’, fazendo um trocadilho com ‘great’, ‘grande’)

Sua primeira instalação, Mandibularis beatle, mostrou uma família levando seu animal de estimação, um besouro, para passear na praia: “A ideia foi baseada no controle que a raça humana tem sobre qualquer outro animal”, ele explica em seu site.

'The Family', a primeira instalação de Roy

‘The Family’, a primeira instalação de Roy

Ele desafia as pessoas ao criar imagens intrigantes, humoradas, provocativas e divertidas e espera incentivar todas as idades a se interessar por arte.

Seu projeto mais popular é chamado Homeless (Sem-teto) – ele deixa figuras em miniature nas ruas de Londres para que as pessoas as encontrem e fiquem com elas. Cada figura vem com uma etiqueta assinada, explicando do que se trata e o que fazer em seguida.

'Anything's possible': a crítica de Roy ao afirmar que nada é possível

‘Anything’s possible’: a crítica de Roy ao afirmar que nada é possível

Roy terminou há pouco uma mostra na Galeria Curious Duke e na Feira The Other Art, ambas em Londres. Em julho e agosto, voltará à Galeria Curious Duck, para uma exibição de verão. Em seu site, é possível comprar imagens de seu trabalho.

Steve Wheen faz o incrível blog The Pothole Gardener – A Guerrilla Gardening blog (O Jardineiro de Buracos – Um blog de Guerrilha da Jardinagem). Ele procura criar momentos de felicidade inesperados, ao desenvolver jardins maravilhosos e muito detalhados em buracos nas ruas.

Um dos jardins do Pothole Gardener, tendo a Tower Bridge e o Shard ao fundo

Um dos jardins do Pothole Gardener, tendo a Tower Bridge e o Shard ao fundo

“Meus pequenos jardins são uma pausa ao cinza de Londres”, diz em seu site. Ele procura por buracos nas calçadas e tenta inspirar a imaginação das pessoas.

Capa do livro, lançado em 2012, a partir do trabalho publicado no site

Capa do livro, lançado em 2012, a partir do trabalho publicado no blog

Seu projeto começou como parte de seu Mestrado em Design e já deu origem a um livro, The Little Book of Little Gardens, publicado pela Dokument Press em 2012.

O mais recente trabalho do gardener, publicado em março em seu blog

O mais recente trabalho do gardener, publicado em março em seu blog

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s