Compre pequeno usando moeda local

O Reino Unido está virando suas atenções para os pequenos negócios.

Desde 2007, os Estados Unidos realizam anualmente o Sábado de Pequenos Negócios. Eles oferecem descontos e promoções para encorajar as pessoas a comprar localmente, em seus próprios bairros, de comerciantes da região que, às vezes, são tradicionais.

No mês passado, a campanha foi realizada pela primeira vez no Reino Unido com o apoio do Primeiro Ministro.

Não se trata de sabotar marcas famosas, mas encontrar um equilíbrio entre redes e pequenas lojas: é tomar um café esporádico na cafeteria a duas quadras do seu trabalho ao invés de correr para a Starbucks mais próxima.

De acordo com os organizadores, a campanha foi um sucesso. Seu principal objetivo é lembrar as pessoas de continuar comprando localmente o ano todo. Consequências e próximos passos podem ser acompanhados pelo Twitter.

Mas comprar localmente parece não ser o bastante para alguns bairros. Eles também querem ter suas próprias moedas.

10 Libras Brixton. Quem aceita?

10 Libras Brixton. Quem aceita?

Brixton tem sua Libra Brixton (B£) desde 2009 em notas divertidas. A ideia é ter uma moeda que faça o dinheiro ficar na região, evitando sua evasão, e encorajar o comércio e a produção locais. Ela não substitui a libra esterlina, mas trabalha com ela.

Cerca de 250 locais aceitam a B£ e cada uma vale uma libra esterlina, o que não ajuda muito em ver vantagens de trocar moeda para gastar apenas no bairro. Alguns comércios podem oferecer benefícios e descontos com o uso dela, mas isso é opcional e ocasional. Trata-se de sustentabilidade, e nem todo mundo está disposto a isso.

Brixton foi a primeira área urbana a ter sua moeda e a quarta participante de um projeto chamado transition town, depois de Devon (com sua Libra Totnes), Sussex (Libra Lewes) e Gloucestershire (Libra Stroud).

Recentemente, Crystal Palace, em Croydon, e Kingston upon Thames também demonstraram interesse em desenvolver sua própria moeda.

Parece que cada bairro quer proteger seu comércio da prevalecente crise global mantendo-o em uma redoma. Vai funcionar? O tempo dirá. E, a gente bem sabe, tempo é dinheiro…

 

  • Vale a leitura: há um ano, um repórter da revista Vice americana tentou comprar drogas em Brixton usando a Libra Brixton. Não conseguiu.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s